28 de novembro de 2015 às 00:00
Coração encouraçado

Você só pensa com a cabeça dentre as pernas
Saliva como um cão diante do desejo
E quer - só porque quer - roubar-me ao lábio um beijo
Ainda que, assim, me atire contra as pedras

Você só pensa em si - ao só pensar em mim
E pouco se lhe dá, mesmo o meu sofrimento
Que grande amor, amor, se nem você nem eu
Sabemos do amor seus êxtase e tormento

Tudo é só atração - paixão entrelaçada
Despistamento vão, verdade estilhaçada
Tesão, tesão, tesão - mais nada, nada, nada...

Senão a aflição de quem se afoga ao mar
Faz idéia do que é para mim lhe desejar? Faz idéia? Não faz. Você só faz tentar...

© CIA DO AR. AÇÕES EM CULTURA 2018  |   DESENVOLVIDO POR CRIWEB  |   PROGRAMADOR LED LEMOS  |   POLÍTICA DE PRIVACIDADE