07 de dezembro de 2017 às 00:00
Prurido luxuoso

o poema
às vezes
como as fezes
sai aos poucos
outras vezes
como as reses
morre mouco
um mugido de acese
ou o grito de um louco
o poema,
um prurido luxuoso...

© CIA DO AR. AÇÕES EM CULTURA 2017  |   DESENVOLVIDO POR CRIWEB  |   PROGRAMADOR LED LEMOS  |   POLÍTICA DE PRIVACIDADE