12 de janeiro de 2018 às 00:00
Hitchcokiana

A pessoa abandona o corpo
Ao caminho
Ainda não o devolveu à terra
Mas, já o esquece em vida
Há um desinteresse visível por ele
Talvez, também, por tudo que representa
De conexão com o presente
E a oportunidade de viver, rechaçada

Será um depósito?
Será um cabide?
Será uma estação elétrica?
Será uma parabólica nervosa?
Será uma antena difusa?

Fibras fímbrias ossos pelos pele sangue humores sonhos pesadelos saudades amores ódios rancores ressentimentos bondades artérias frustrações decepções bílis ideais fixações hábitos rotinas paralisações indiferença preguiça esperança desistência entrega

O que se passa intimamente com um corpo que cai?...

 

© CIA DO AR. AÇÕES EM CULTURA 2018  |   DESENVOLVIDO POR CRIWEB  |   PROGRAMADOR LED LEMOS  |   POLÍTICA DE PRIVACIDADE